MENU

Copacabana: (21) 2522-5050 | Largo do Machado: (21) 2557-5115 | Centro: (21) 2263-2725 | Tijuca: (21) 2284-2799 | Barra: (21) 3647-3313

Disfunção temporomandibular e dor orofacial

  • 12
  • 07
  • 2014

O que é a ATM?

A estrutura que liga a mandíbula (queixo) ao o crânio (têmpora) recebe o nome de Articulação Temporomandibular (ATM). Essa articulação é formada por diversas estruturas como tecidos ósseos, disco articular, músculos, ligamentos, cápsula articular, entre outras estruturas, apresentando um denso suprimento sanguíneo e nervoso. Além disso, é uma articulação bilateral que funciona como uma unidade única, ou seja, a articulação direita não pode mover-se independentemente da esquerda, e vice-versa.

 

O que é um problema de ATM?

Quando essa articulação não funciona direito, estalidos (cliques) e crepitações (barulho como se existisse areia nos ouvidos) são comuns, bem como dor. As ATMs também podem não se movimentar direito, causando limitação na abertura da boca.

O que é DTM?

DTM é a abreviatura de Disfunções Temporomandibulares. Como o próprio nome diz, as DTM são alterações funcionais, que comprometem a função mastigatória, a deglutição e a fala e que podem se apresentar na forma de varias alterações. Exemplo: você tem dor durante a abertura e fechamento da boca; você tem dificuldades na mastigação de determinados alimentos; você escuta barulhos de estalar na hora de abrir a boca. Essas alterações da função mandibular podem estar associadas a presença de dor. A dor durante a mastigação é um sintoma clássico de DTM, bem como a limitação de abertura da boca.

O que causa uma DTM?

A etiologia das DTM apresenta um caráter multifatorial, estando associada à hiperatividade muscular, trauma, estresse emocional, maloclusão, além de inúmeros outros fatores predisponentes, precipitantes ou perpetuantes dessa condição. Vários fatores podem causar uma DTM. Não existe uma causa comum a todas as DTM, mas o trauma pode ser o principal causador dessa alteração funcional. Uma associação de fatores (má oclusão, bruxismo, um desenvolvimento anormal das ATM, um trauma forte – acidente e tombos no qual ouve pancada no queixo ou na face, estresse, etc) podem causar ou manter uma DTM. Em virtude da complexidade etiológica e da variedade dos sinais e sintomas que podem, genericamente, também representar outras patologias, o reconhecimento e a diferenciação das disfunções temporomandibulares podem apresentar-se de forma não muito clara ao profissional

Quais são as queixas mais frequentes dos pacientes com DTM?

Ruídos articulares (estalidos e crepitações);
- Cansaço dos músculos que abrem e fecham a boca;
- Desvios mandibulares na abertura e fechamento da boca;
- Limitação para a abertura da boca;
- Travamentos de boca aberta ou fechada;
- Apertamento e rangimento dental diurno e/ou noturno;
- Dor em região pré-auricular, que se localiza próximo ao ouvido;
- Dor na própria articulação temporomandibular;
- Dor na cabeça, na face e no pescoço;
- Dor no ouvido (inclusive sensação de diminuição de audição ou zumbidos);
- Dor de dente e desgastes dentais.

Quais são as origens das dores orofaciais?

As dores orofaciais podem ter dois eixos de origem: um associado a condições físicas (dores somáticas ou neuropáticas) e outro associado a condições psicológicas.