MENU

Copacabana: (21) 2522-5050 | Largo do Machado: (21) 2557-5115 | Centro: (21) 2263-2725 | Tijuca: (21) 2284-2799 | Barra: (21) 3647-3313

Cirurgia Plástica Facial

 

Rinoplastia

A cirurgia estético funcional do nariz ou rinoplastia atualmente deve-se restringir mais a correção dos defeitos nasais apontados pelo paciente e endossados pelo médico examinador.Não cabe hoje se planejar um nariz com estigmas de plástica, é preferível que o nariz mostre-se o mais natural possível. Desta forma, associando-se a correção estética com a correção funcional, propomos técnicas que não sejam tão agressivas e promovam o embelezamento e funcionalidade do nariz. A cirurgia é realizada a nível hospitalar, com anestesia geral ou local com sedação e internação de 24 horas, na maioria dos casos.

 

Cirurgia estética das pálpebras – Blefaroplastia

A cirurgia das pálpebras com fins estéticos é realizada nos casos de excesso de pele das pálpebras superiores e inferiores e com bolsas palpebrais evidentes, tais características exacerbam o envelhecimento de uma face. Na pálpebra superior é realizada tendo-se atenção a remoção da bolsa do lado nasal. Através dessa incisão podemos realizar a elevação do supercilio até 3 mm.
Na pálpebra inferior a remoção da pele deve ser muito cuidadosa para que problemas desagradáveis não ocorram, como olho excessivamente exposto.

Em nossa rotina, utilizamos a incisão da plástica da pálpebra superior para nos dar acesso à musculatura pele orbital que forma o bigode chinês na face envelhecida e esta musculatura é automaticamente elevada e suspensa no periósteo ou no próprio osso, rejuvenescendo consideravelmente o terço médio da face, apagando o aspecto de envelhecimento do bigode chinês e da bolsa palpebral, proporcionando um rejuvenescimento natural e não com estigmas de plástica.

Lifting facial

Para explicarmos o lifting queremos que você entenda que a musculatura do terço médio da face tem uma origem em um ponto fixo e uma inserção em um ponto mole. Então, no rejuvenescimento do terço médio descrito na cirurgia palpebral, temos apenas que estirar o músculo e suspendê-lo em um ponto fixo, no caso, o rebordo da órbita. No terço inferior o músculo a ser tratado é chamado de músculo platisma e sua origem não é óssea, e sim em tecido mole, assim como sua inserção, diferentemente do terço médio da face, em que basta estirarmos um lado para esticarmos o outro, isso não ocorre no pescoço e nem no terço médio inferior.

Com o envelhecimento este músculo se vê frouxo nas duas extremidades, assim, a cirurgia deverá ter uma incisão próxima à orelha e atrás dela, bilateralmente, e outra anteriormente embaixo do queixo, ambas não aparentes. No entanto, com esses dois pontos, um anterior e um posterior, nós criamos uma condição de estirarmos o músculo platisma, levando ao rejuvenescimento de maneira natural. A pele não é estirada forçadamente como observado em muitos casos, ela é ressecada economicamente.

Zigomaticoplastias

Nas faces mais “cheias”, podemos valorizar o malar, com ressecção por dentro da boca, com a gordura denominada: Bola Adiposa de Bichat, o resultado é fantástico, enfatizando a maça do rosto ou o malar, dando efeito “blush” da maquiagem feminina.

Nos casos em que o malar é pequeno, podemos nos utilizar de recortes ósseos, no osso zigomático, todo o acesso é por dentro da boca, não tem cicatriz externa, com o aumento das dimensões ósseas, ou seja, uma projeção da maçã do rosto, o efeito estético é muito bom e natural. Na zigomaticoplastia ou plástica da maçã do rosto, podemos também utilizar de poréx (prótese de inclusão), para aumento do contorno facial da maçã do rosto. Esta técnica pode ser realizada por dentro da boca ou por via palpebral, quando a blafaroplastia (remoção de pele e/ou bolsa da pálpebra inferior) estiver associada.

Otoplastia

Cirurgia que tem como objetivo corrigir as deformidades das orelhas, geralmente orelhas proeminentes. Pode ser realizada a partir dos 6 anos, idade em que aproximadamente 90% do crescimento da orelha está completa. O procedimento nesta idade visa também diminuir o constrangimento da criança e eventuais traumas psicológicos em relação à deformidade. As técnicas variam de acordo com a deformidade, porém todas envolvem incisões na parte posterior da orelha, o que se traduz por cicatrizes imperceptíveis.

Os curativos devem permanecer por uma semana, e o paciente deverá utilizar uma faixa elástica por cima das orelhas por um período de três semanas. Os pontos são retirados com 7-10 dias. O paciente poderá retornar às atividades físicas após 3-4 semanass

 

Cirurgia do ângulo mandibular

O enaltecimento do ângulo mandibular alinhando com eminência malar é um dos sinais de beleza, quando o paciente não possui ângulo mandibular aparente é possível devolver esta característica com a colocação de implantes de MEDPOR® (Polietileno Cirúrgico) através de cirurgia realizada por dentro da boca, com anestesia local ou sedação, sendo requisitadas somente algumas horas de internação. Este procedimento também pode ser realizado em conjunto com a Cirurgia Ortognática para valorizar o caso de micrognatismo (queixo pequeno) no qual o ângulo se mostra apagado com perda da feminilidade e beleza facial.

 

Cirurgia do queixo – Mentoplastia

Os pacientes com indicação para melhora do contorno do queixo são geralmente aqueles que possuem um queixo pequeno, e para obtenção de harmonia devemos projetá-lo. Temos duas maneiras de realizarmos esta técnica, ambas realizadas por dentro da boca e quando por fora da boca, aproveitamos a incisão anterior do lifting facial descrito acima. Nesta última forma, acrescentamos ao rejuvenescimento facial a obtenção da melhora do contorno do queixo. De ambas as formas a melhora do contorno do queixo pobre pode ser dado por um pequeno recorte ósseo e avanço do mesmo ou através de uma prótese de MEDPOR® fixada ao osso. Salientamos que o silicone deve ser excluído das técnicas de contorno facial.

 

Toxina botulínica

As rugas de expressão se desenvolvem ao longo dos anos, devido à movimentação da face, são as chamadas rugas de expressão. Com o passar dos anos, as rugas de expressão vão se tornando rugas permanentes gerando verdadeiras marcas no rosto, as ditas rugas estáticas, que não dependem do movimento para serem notadas.

Produzida pela bactéria Clostridium botulinum, a toxina botulínica age paralisando a musculatura responsável pelas rugas de expressão. Sua ação é a atenuação ou remoção destas rugas. É uma substância altamente purificada, por isso não oferece riscos à saúde, quando adequadamente aplicada.

A toxina botulínica tem por objetivo paralisar alguns músculos específicos que provocam as rugas de movimento. Em pacientes jovens, que ainda não possuem rugas estáticas, a toxina pode retardar o aparecimento destas. Em pacientes já com rugas estabelecidas, há a necessidade de se associar este procedimento com preenchedores. Porém, ainda assim, há o beneficio da prevenção do aparecimento de novas rugas estáticas.

A aplicação é feita de maneira ambulatorial, com uma agulha bem fina. Não há necessidade de repouso após a aplicação. Os efeitos da toxina podem ser notados já nas primeiras 24h, mas em alguns pacientes pode demorar ate 2 semanas para que a paralisação completa da musculatura desejada se estabeleça. Seus efeitos duram cerca de 4 a 6 meses, variando de paciente a paciente. A aplicação pode ser repetida ao longo dos anos.

 

Preenchimento

O processo de envelhecimento facial envolve a perda de volume, principalmente na região malar (“maçãs” do rosto), o aparecimento de rugas estáticas (rugas estabelecidas e que independem a mímica facial) e a intensificação de sulcos naturais, como o sulco entre a boca e as bochechas e a depressão que se forma abaixo das pálpebras inferiores.

Os preenchedores são uma opção para pacientes com sinais iniciais de envelhecimento, para pacientes que não desejam se submeter a procedimento cirúrgico ou mesmo como tratamento complementar ao procedimento cirúrgico.
Indicados para o preenchimento de rugas estáticas (localizadas geralmente entre as sobrancelhas, na testa, ao redor dos lábios e ao redor dos olhos), sulcos marcados (sulco nasogeniano e sulco nasojugal) e para pacientes que desejam repor volume facial (lábios ou “maças” do rosto).

Por serem absorvíveis e terem um baixo índice de complicações, o acido hialurônico é o mais indicado. É uma substância encontrada no corpo humano, porém o ácido hialurônico comercializado não é derivado de origem animal.O procedimento é ambulatorial, feito sob anestesia local e não requer repouso. Dependendo da densidade do produto, os efeitos do tratamento duram de 8 a 10 meses em média.

O envelhecimento facial envolve a perda de volume, com atrofia dos tecidos e uma maior visibilidade das estruturas ósseas da face, com surgimento de sulcos mais marcados. A reposição do volume facial com gordura é uma boa opção, por se tratar de um material do próprio organismo (autólogo). Esta pode ser injetada em sulcos e depressões, além de acrescentar volume aos lábios e a região malar (“maçãs”do rosto).

O procedimento para a coleta de gordura envolve lipoaspiração de gordura de outro sítio do corpo e seu preparo para ser injetada na face. Sabe-se que nem toda a gordura injetada ira ser incorporada ao local injetado, já que parte dessa gordura é reabsorvida (estima-se de 30 a 50%) nos primeiros meses. Ainda assim, é um procedimento permanente, já que a gordura enxertada será integrada a área receptora.